Antecipação

23 de maio de 2021

Você tem uma ideia da dança que está por vir, e aproveita essa espera, aguardando ansiosamente

Ah, o gosto da antecipação! Aquela espera peculiar, que mistura a ansiedade com o conforto: saber o que está por vir, e mesmo assim esperar, de um jeito que parece até que é novidade.

 

Eu fico assim quando vou assistir coisas novas. Mas é um sentimento que precisa ser nutrido. Ele não é a surpresa do não saber nada e de repente estar ali em contato com alguma coisa. Antecipação precisa de pistas, de alguns cantos e encaixes do quebra-cabeças, que deixam vislumbrar aquilo que ele ainda vai ser.

 

Antecipação precisa de um tanto de planejamento. Pra mim, ela pode começar com aquele momento de registrar as coisas na agenda, que me diz que naquele dia, naquela hora, naquele lugar, naquele contexto, eu assisto àquela coisa.

 

Projetos de longa duração ganham uma camada ainda mais gostosa de antecipação. Especialmente quando você conversa com os artistas, os programadores, ou os assessores, e fica sabendo que ainda que agora você esteja indo assistir à coisa X, também tem uma coisa Y sendo preparada, pra você ver daqui um tempo.

 

Não é surpresa que os anúncios de temporadas anuais sempre me fascinem. Tento acompanhar até os das companhias internacionais, pelo menos pra saber quem tá dançando o que e de quem, e pra começar a torcer pelo que vai aparecer em video pra dar pra assistir de longe.

 

Mas, claro, a verdadeira antecipação é pelas temporadas daqui. Aquelas que a gente pode acompanhar inteiras, de fato, de perto. E que as vezes abrem o nosso ano já com o gosto de esperar uma coisa que vai chegar só em outubro.

 

Uma das grandes perdas da pandemia tem sido a antecipação. Quer dizer, sofremos por antecipações, mas outras. Esperamos vacina, esperamos notícias melhores, esperamos poder voltar a sair de casa.

 

Mas já não dá pra esperar, nem garantir, que teremos temporadas anunciadas.

 

Mal dá pra esperar o anúncio das apresentações com mais de uma semana de antecedência. No atual desespero das produções, entre a pressa do precisar apresentar, e a correria da falta de condições materiais, cada vez mais têm convites pra ver dança que já é amanhã.

 

Se é ruim perder a antecipação, é ainda pior perder as obras por conflitos de agenda. Tem dias que as demandas são tantas, que até os emails de divulgação precisam ficar pra amanhã, pra depois de amanhã, e, de repente, já passou e eu perdi. As demandas são muitas para todos, e a agenda nem sempre tem maleabilidade ou jogo de cintura.

 

Enquanto eu escrevia esse texto, chegaram três divulgações de coisas dos próximos dias, mas também uma de temporada maior, de companhia oficial, daqui um mês. Bons ventos. Que eles soprem forte, e pra cada vez mais danças. Aguardo ansiosamente.

Logo_3º_Sinal_preto.png

coluna de dança,

todo domingo

 nos sites:

Logo MUD.png
logo dQP novo JPEG.jpg

fale com o autor

  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social

(mas fale mesmo,

isso é uma conversa)

a coluna 3ºSinal é uma das ações do daQuartaParede e do PortalMUD apoiadas pela Lei Emergencial Aldir Blanc do município de São Paulo